Esquecidos

[Foto: Jorge Marazzo]

Meninos de rua - Jorge Marazzo

ESQUECIDOS
(Rita Costa)
.
Enoja-me tanto contraste,
triste realidade sem solução
sem data de validade,

onde só vejo o belo e pequeno,
quando perto do feio.

Só se escutam promessas…
frases feitas… não-verdades,
e os anos passam nas calçadas…
passamos por eles e elas,…
pessoas ignoradas.

Ainda assim fazem questão
de nos cuspir na cara,
a dignidade humana que sentem,
mas que socialmente lhes é roubada.

Banquete em lata de lixo,
não vejo futuro a essas vidas,
se nelas a miséria vem menina
e a sopa distribuída nas esquinas,
enche o prato-fundo de ilusão
na indiferença infinda.
.
.

Leia também:

Alma de Poesia /Gritos Verticais /Natureza Poética /O Poema de Cada Dia /Poética Herética /Raiz de Cem /Sons de Sonetos